Saúde

Vitamina D contra coronavírus: novos estudos mostram que funciona, sim

A vitamina D pode ter um efeito protetor contra a covid-19 e reduzir mortalidade

Um novo estudo indica que a vitamina D tem um efeito protetor contra a covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade de Boston, nos Estados Unidos, analisaram amostras de sangue de 235 pacientes que foram internados em um hospital com quadros de covid-19.

A pesquisa indicou que os pacientes que tinham pelo menos 30 ng/mL de calcidiol (ou 25-hidróxi-vitamina D) tiveram redução significativa no risco de ficarem inconscientes, terem dificuldade respiratória ou morrerem.

Segundo os pesquisadores, as amostras de sangue dos pacientes também indicou menos marcadores inflamatórios e maiores níveis de linfócitos, células do sistema imunológico.

A covid-19 tem afetado com maior gravidade mais as pessoas negras do que as brancas, e os novos estudos sobre a vitamina D podem indicar o motivo — além de razões socioeconômicas. Pessoas com pele preta precisam de mais tempo de exposição à luz solar para que a vitamina D seja criada pelo organismo humano.

O estudo também apontou que pacientes com mais de 40 anos que tinham vitamina D o suficiente apresentaram 51,5% menos risco de morte por covid-19. O estudo foi publicado no periódico científico PLOS ONE.

Além de ser encontrada em suplementos, a vitamina D também está em alimentos como peixes, carne vermelha e ovos.

Em outro estudo, publicado na rede científica JAMA Open Network, 21,6% das pessoas que tinham deficiência de vitamina D tiveram covid-19, enquanto 12,2% das pessoas com níveis saudáveis da vitamina foram diagnosticadas com a doença. Os dados analisados eram de 489 pacientes e foram coletados em 2019.

Ainda faltam mais estudos de maior qualidade científica para comprovar, de uma vez por todas, a correlação entre a vitamina D e a covid-19. Mas os dados já apontam que ela existe, sim.

Vale notar que não há evidência de níveis acima da média tenham alguma eficácia contra o novo coronavírus. Portanto, quem já tem níveis saudáveis da vitamina não precisa tomar suplementos para se proteger. A realização de exames de sangue solicitados por um médico ainda é a melhor forma de saber se você tem ou não a quantidade certa da vitamina D no organismo.

Por Lucas Agrela / Exame

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios