Geral

Em tempos de pandemia: O que você aprendeu?

Um breve relato sobre o que aprendemos na atual pandemia

“Valeu a pena? Sempre vale a pena
Mesmo que, demorada seja a quarentena.”
Mar Ecumênico – Trecho

 

Nos últimos dias dos atuais tempos alvacentos pós-coronavirais, continuamos no famoso “mato sem cachorro”, afinal a “gripezinha” (que nunca foi mencionada) pode estar voltando. Ela apenas “dormiu” nas eleições! Mas vamos ao que interessa, afinal já sabíamos de tudo isso. Não é mesmo!?

A alguns meses atrás me recordo de redigir por aqui e ali, um breve texto sobre o excesso de videoconferências. De fato, em meio ao período remoto, elas eram e são “cansativas demais”, e em alguns casos acabavam gerando a “Zoom fatigue[1]” (fadiga do Zoom), uma nova síndrome causada por tais excessos.

Pois bem, é claro que em meio aos atuais “Planos de Abre e Fecha”, o sistema presencial está voltando aos poucos e com ele tem havido a diminuição de tais videoconferências. Mas, cabe destacar também que, em meio a tais mudanças tecnológicas, sem desmerecer cada sofrimento ou perda, também tivemos o seu lado “benéfico”, afinal aprendemos muita coisa. Não é mesmo?! Para ilustrar o que digo, tente fazer uma breve lista do que você aprendeu com a pandemia!

– Pensar nos outros – O uso de máscaras, álcool em gel, os distanciamentos e etc. Não são apenas medidas para se proteger, mas para proteger aos outros também. 

– Valorização dos momentos únicos – O fato de muitos precisarem ficar em Home Office e passar mais tempo com a família, com certeza deixará algumas lembranças quando tudo isso passar. 

– Higiene pessoal – Já parou para pensar quantas vezes por dia você lavava as suas mãos antes da pandemia, usava álcool em gel ou máscara? Pois bem, são novos hábitos que provavelmente continuarão no pós-pandemia e que com certeza nos auxiliarão. 

– Cuidados com a saúde física e mental – O isolamento, como sabemos, gerou inúmeros problemas relacionados à saúde mental e física, o que consequentemente gerou um alerta para a população de uma forma geral, redobrando a atenção nessas áreas. 

– Trabalho em Home Office – Como já mencionei, muitos de nós precisamos nos adaptar ao trabalho em casa. Não foi fácil, mas é possível! 

– Desenvolvimento de outras habilidades – Em uma recente pesquisa, foi mencionado que as buscas por hortas caseiras, compostagens, artesanatos e afins, aumentou vertiginosamente. Ou seja, a população procurou se reinventar em meio a tudo isso.

Enfim, o que quero dizer com tudo isso é que mesmo com todo o seu “lado ruim”, de perdas e despedidas, ainda podemos tentar olhar o “lado bom das coisas”. O quanto aprendemos, o quanto evoluímos e o que ainda podemos aprender ou evoluir, até que tudo isso acabe! Que assim seja!

[1] Conferir: <https://saude.abril.com.br/blog/com-a-palavra/a-fadiga-do-zoom-e-dos-encontros-e-reunioes-virtuais/> Acesso em: 29/11/2020.

 

Tiago Rafael dos Santos Alves
Professor, Historiador e Gestor Ambiental
Membro Correspondente da ACL e AMLJF
tiagorsalves@gmail.com

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios