Geral

A criação do Homo Videns Whats Appienses

Uma breve análise sobre alguns dos atuais padrões de comportamento da população brasileira em relação ao uso do Whats App

Todos os dias somos bombardeados por inúmeras informações em nossos celulares. As redes sociais não param, curtida daqui, mensagens dali, notificações, compartilhamento de vídeos, músicas, áudios, etc. Basta dar uma olhadinha na mão das pessoas em um restaurante ou bar, provavelmente estarão ocupadas por um smartphone.

A grande questão em meio a tudo isso, se dá no fato de que estamos nos tornando dependentes de toda essa tecnologia. Ressalte-se que inúmeros pesquisadores já apontam o vício em celular como algo preocupante em nosso país[1].

Como se não bastasse, tal excesso de uso também acaba acarretando outros problemas, envolvendo as ditas redes sociais, em especial o “Whats App”. Em uma recente pesquisa[2] desenvolvida pela Câmara dos Deputados e Senado, tal aplicativo se desponta como a principal fonte de informação de cerca de 79% dos entrevistados. Tal pesquisa ainda revela que o jornal impresso ainda é o preferido de apenas 8% da população.

Infelizmente, isso acaba aumentando as minhas doses de preocupação, pois cada vez mais se disseminam as mais diferentes Fake News, por aqui e ali, em tal aplicativo. Basta das uma olhadinha nos seus diversos grupos. Com certeza você já recebeu e até mesmo repassou algumas delas. E o pior, muitos acreditaram no que viram. Ah… E sem ao menos se dar ao trabalho de consultar a veracidade das informações.

Claro que tudo isso, acaba revelando um novo padrão de comportamento da população nos atuais tempos pós-contemporâneos e líquidos. Onde textos pequenos, áudios e vídeos curtos, frases clichês e memes, se tornam virais em poucos minutos. Aposto que se você já recebeu um texto enorme, sequer se deu ao trabalho de lê-lo. Mas, você não é o único!

Cada vez mais, o desinteresse da população, acaba refletindo em outras áreas, sendo a disseminação de informações falsas uma delas. Muitas vezes, por mero comodismo ou até mesmo preguiça!

Enfim, nos atuais “tempos sombrios de twitter”, devemos ter em mente que o saudoso Homo Sapiens Sapiens (pelo menos ele sabia que sabia!) está abrindo espaço para um novo ser, o Homo Videns Whats Appienses (aquele que, só sabe o que vê no Whats App), podendo em ocasiões excepcionais, involuir para o Homo Videns Twitteriensis (aquele que, só sabe o que vê no Twitter). Por estas e outras, “resista”, consulte e questione.

[1] Conferir em: < https://www.bbc.com/portuguese/brasil-41922087> Acesso em: 10/12/2019
[2] Conferir em: <https://www.itforum365.com.br/whatsapp-e-a-principal-fonte-de-informacao-de-79-dos-brasileiros/> Acesso em: 10/12/2019

 

Tiago Rafael dos Santos Alves
Professor, Historiador e Gestor Ambiental
Membro Correspondente da ACL e AMLJF
tiagorsalves@gmail.com

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios