Esportes

Solta o grito! Dracena é campeão da Liga Paulista de Futsal 2020

Após 3 a 3 no tempo normal, 0 a 0 na prorrogação e 6 a 5 nos pênaltis, dracenenses superam Pulo e comemoram pela primeira vez a conquista da competição estadual

O Dracena é o campeão da Liga Paulista de Futsal 2020. A equipe levantou o caneco contra o Pulo após 50 minutos de jogo (40 no tempo regulamentar e 10 na prorrogação) e 16 cobranças de pênalti. Os placares ficaram 3 a 3, 0 a 0 e 6 a 5, respectivamente. Haja emoção na noite desta sexta-feira (11) e início de sábado (12), no Ginásio Gigantão, em Araraquara. Alegria maior ainda para Rhuan, goleiro que defendeu a última tentativa do time de Campinas.

O título coroa um projeto de cinco anos da equipe da Nova Alta Paulista e uma parceria firmada nesta temporada com a Intelli, ex-Orlândia e São Carlos. E faz o time se juntar a Corinthians, Sorocaba e AABB na sala de troféus da competição. Outro sabor da conquista é o fim do “quase” da parceira dracenense, vice-campeã da Liga em duas ocasiões.

Rhuan (ao fundo) foi o herói do título dracenense — Foto: João Paulo Benini / Dracena Futsal
Rhuan (ao fundo) foi o herói do título dracenense — Foto: João Paulo Benini / Dracena Futsal

 

Ranking dos campeões da Liga Paulista

  • 5 títulos Corinthians (2013, 15, 16, 18 e 19)
  • 2 títulos Sorocaba (2014 e 17)
  • 1 título Dracena (2020) e AABB (2012)
Times fizeram jogo bastante disputado. Era final, meus amigos! — Foto: Pulo Futsal / Instagram / Reprodução
Times fizeram jogo bastante disputado. Era final, meus amigos! — Foto: Pulo Futsal / Instagram / Reprodução

 

O jogo

Foi na raça! Para honrar as dificuldades que um time sediado a mais de 600km da capital paulista tem para se manter em um esporte de alto rendimento. Foi quente! Para honrar o calor que faz em Dracena. Foi de forma heroica! Para honrar o apelido da cidade. Cidade milagre!

O Pulo chegou a ficar com uma mão na taça. Abriu 3 a 1 quando faltavam pouco mais de 10 minutos para o fim do tempo normal. Até lá, o roteiro foi o seguinte: Gafanha inaugurou o placar. A 16:59 do intervalo, o experiente pivô recebeu lançamento com a mão do goleiro Bruno Donha, girou sobre a marcação de Paulo Victor e o marcou para o Pulo. A bola passou por baixo da perna direita do goleiro Pedrinho antes de entrar.

Um minuto depois veio o empate. Tatinho rolou na cobrança de falta para Dario, ele chutou, a bola bateu na marcação e em Vitinho e foi para o fundo das redes. O gol foi assinalado para Dario. O time de Campinas voltou a ficar na frente do placar a 10:30 do intervalo. Maneca aproveitou bobeada do Dracena na defesa, chutou da intermediária e fez. A bola entrou mansamente no gol de Pedrinho.

Duelo foi realizado em quadra neutra — Foto: João Paulo Benini / Dracena Futsal
Duelo foi realizado em quadra neutra — Foto: João Paulo Benini / Dracena Futsal

 

O terceiro dos campineiros foi novamente de Maneca. O Pulo saiu bem de trás tocando, Pedrinho chutou para o meio da área, Tatinho tentou cortar, e a bola ficou livre para o camisa 9.

Título decidido? Agora é só controlar? Nada disso! O esporte se chama futsal, e do outro lado está o representante da Cidade Milagre. Dario diminuiu a 9:18 do fim. Em jogada de raça, Tatinho finalizou após cobrança de escanteio, Vitinho brigou pela bola, e ela sobrou livre para o camisa 4 fazer o segundo dos dracenenses.

O empate veio a cerca de 4 minutos para o término. Bruno, o nome da classificação à final, empatou. De tanto insistir, o time da Nova Alta Paulista foi premiado após chute de média distância. Bruno Silva se preparava para colocar o goleiro-linha e desistiu da tática.

A reta final do tempo normal e os 10 minutos da prorrogação foram bastante amarrados, com exceção de um milagre do goleiro Pedrinho. No fim da primeira etapa do tempo extra, ele defendeu chute frontal de Gafanha, sem marcação.

Os pênaltis

Depois de dois empates, vieram as penalidades máximas. A cronologia:

  • Tatinho fez para o Dracena
  • Valtinho empatou
  • Paulo Victor mandou na trave
  • Caio Dias chutou para fora
  • Alemão defendeu a cobrança de Vitinho
  • Pulo ficou na frente, com gol de Luís
  • Dario empatou
  • Rhuan defendeu o de Tayson
  • Lucas Freitas fez
  • Gafanha fez
  • No primeiro dos alternados, Bruno fez para o Dracena
  • Biro empatou
  • Felipe Reis recolocou o Dracena em vantagem
  • Pedrinho deixou tudo igual
  • Sandrinho marcou
  • E Rhuan defendeu o pênalti de Maneca. A bola bateu na barriga do arqueiro e na trave

Por João Paulo Tilio — Araraquara, SP

Fonte: G1 Presidente Prudente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios