Esportes

Reunião sacramenta parceria entre bicampeão da Liga Nacional de Futsal e Dracena

Antigo Orlândia, que no ano passado representou São Carlos, e time dracenense fecham acordo e passam a ter como foco a disputa da Liga Nacional de 2020

O martelo está batido! O antigo Orlândia, que é bicampeão da Liga Nacional de Futsal (LNF), e o Dracena são um time só a partir de agora. Uma reunião sacramentou a parceria. O encontro decisivo entre as partes começou no fim da tarde e terminou no início da noite desta segunda-feira e foi realizado em Dracena, sede da nova equipe.

No ano passado, o antigo Orlândia, com o nome de São Carlos, foi campeão da Copa Paulista. O Dracena vem de uma temporada de afirmação no cenário do futsal do estado, ao chegar pela primeira vez à semifinal da Liga Paulista. Agora, a nova equipe – que levará o nome “Intelli/Tempersul/Dracena” – passa a ter como foco a disputa da Liga Nacional, com início previsto para o fim de março.

Para isso, o Ginásio Alaor Ferrari precisará passar por melhorias. Segundo os representantes do time, o ginásio necessita de “retoques” a fim de ser liberado pela LNF, ou seja, nada envolvendo a questão estrutural.

As duas partes ficaram próximas de uma parceria no fim de 2019, como anunciado pelo GloboEsporte.com/tvfronteira no dia 19 de dezembro, e a ideia era sacramentar o acordo o quanto antes. Porém, imprevistos, a agenda dos responsáveis e outros detalhes estenderam a situação mais do que era imaginado.

A “fusão” ocorreu no Gabinete do prefeito dracenense, Juliano Brito Bertolini (Podemos). A Prefeitura é uma das apoiadoras do time, até porque os espaços utilizados pelo Futsal de Dracena nos últimos anos (e que serão utilizados pelo novo time) são municipais.

Da esq. p/ a dir.: Silvio Rodrigues (secretário de Governo de Dracena), Cidão (supervisor do novo time e gestor da franquia Intelli), Juliano Brito Bertolini (prefeito de Dracena), Amarildo Rugani (proprietário da Tempersul Vidros Temperados) e Lucas Henrique Batista (presidente do Futsal de Dracena) — Foto: Futsal de Dracena / Cedida
Da esq. p/ a dir.: Silvio Rodrigues (secretário de Governo de Dracena), Cidão (supervisor do novo time e gestor da franquia Intelli), Juliano Brito Bertolini (prefeito de Dracena), Amarildo Rugani (proprietário da Tempersul Vidros Temperados) e Lucas Henrique Batista (presidente do Futsal de Dracena) — Foto: Futsal de Dracena / Cedida

 

O supervisor da equipe agora é Cidão, gestor da franquia Intelli. O treinador será Bruno Silva, filho de Cidão e que no ano passado comandou o São Carlos. A apresentação dos jogadores está prevista para a próxima segunda-feira (10).

O que dizem os envolvidos

  • Lucas Henrique Batista (presidente do Futsal de Dracena)

– Esse é um grande passo na história do futsal de Dracena. O projeto vem crescendo a cada ano e agora teremos condições de enfrentar todas grandes equipes da modalidade a nível nacional.

  • Cidão (supervisor do novo time e gestor da franquia Intelli)

– A parceria com o Dracena tem tudo para render muitos frutos e conquistas. Montaremos uma equipe forte e que disputará de igual para igual com os principais times do país.

– Sempre que jogávamos em Dracena como adversários sabíamos da força da torcida e da atmosfera do ginásio. Vai ser muito bom ter tudo isso a nosso favor a partir de agora.

  • Juliano Bertolini (prefeito dracenense)

– Nossa cidade se tornou conhecida ao longo de sua história pelas belas equipes e atletas que tão bem a representaram. O futsal é uma modalidade que está no sangue do dracenense e que sempre levou o nome do município para o Brasil todo. Agora é o momento de darmos um passo à frente e nos inserirmos entre os principais times do país.

  • Amarildo Rugani (proprietário da Tempersul Vidros Temperados)

– Hoje é um dia histórico para a equipe e para o futsal de Dracena. Estamos concretizando o sonho de jogar a Liga Nacional, o maior campeonato da modalidade. Nosso time foi crescendo ano a ano e este era o momento de dar esse salto.

Mais sobre as equipes

O Dracena começou em 2015 o atual projeto no futsal. Em 2016, disputou pela primeira vez a Liga Paulista e conquistou o ouro nos Jogos Abertos do Interior, principal título da equipe até agora. Já em 2017, foi vice-campeão da Copa Paulista. A última temporada foi a que a diretoria mais investiu, e assim os dracenenses foram semifinalistas da Liga Paulista de maneira inédita. Disputar a Liga Nacional é um antigo sonho dos diretores.

A equipe é apoiada pela Tempersul, uma empresa de produção de vidros temperados.

O São Carlos inclusive eliminou o Dracena na semifinal da Copa Paulista de 2019 e se sagrou campeão. Mas a história de glórias do time é bem maior. Como Orlândia, a equipe foi campeã paulista em 2003, 2010 e 2011, da Liga Nacional em 2012 e 2013 e da Libertadores em 2013. Nesse período, contou com a presença de vários jogadores da seleção, como Tatu, e do craque Falcão, que deixou as quadras profissionais em 2018, no Sorocaba.

O time é apoiado pela Intelli, uma empresa de fundição, especializada na fabricação de materiais elétricos. Em 2017 e 2018, a sede foi São Sebastião do Paraíso (MG).

Por João Paulo Tilio — Dracena, SP

Fonte: G1 Presidente Prudente

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios