Educação

Unesp começa atividades do doutorado em Agronegócio e Desenvolvimento

Iniciativa em Tupã busca aprofundar pesquisas realizadas nos dois setores, com foco na internacionalização da universidade

Na última semana, a Universidade Estadual Paulista (Unesp) em Tupã, no interior do Estado, iniciou as atividades do curso de doutorado do Programa de Pós-Graduação em Agronegócio e Desenvolvimento. A iniciativa busca aprofundar e dar continuidade às pesquisas realizadas pela instituição de ensino nesses setores, com foco na internacionalização da universidade.

As ações começaram com uma palestra sobre os desafios de publicar artigos em revistas internacionais. O novo curso complementará a formação oferecida pelo Programa de Pós-Graduação (PPG), criado na unidade em 2014 e pensado para atender demandas por pesquisas aplicadas ao agronegócio.

“Nós temos duas linhas de pesquisa: uma é a de competitividade e a outra aborda o meio ambiente e desenvolvimento. Buscamos, então, melhorar o que tem sido feito no mestrado e pensar em outras linhas de pesquisa nas quais possamos vir a contribuir com a região e o Brasil”, explica a coordenadora do PPPG, Sandra Cristina de Oliveira, à TV Unesp.

Produção de artigos

O convidado da palestra de abertura foi o professor Marcellus Caldas, da Kansas State University, nos Estados Unidos. Além de apresentar as possibilidades de pesquisa e de parcerias no território norte-americano, o docente abordou dicas de como produzir artigos científicos adequados às exigências de periódicos estrangeiros.

“Estamos passando por um processo de internacionalização das universidades brasileiras. A ideia é mostrar para os estudantes brasileiros o que precisa ser feito para que consigamos publicar mais em revistas e periódicos internacionais”, salienta o docente à TV Unesp.

“Além da contribuição que traz pra o Programa de Pós-Graduação, a vinda do professor Marcellus é importante para os nossos estudantes de graduação, que estão envolvidos em pesquisa, para os docentes, para que possamos viabilizar parcerias futuras e possibilidade de realização de estágios ou participação em projetos de pesquisa”, explica à TV Unesp a professora Ana Elisa Lourenzani.

Segundo dados da Pró-Reitoria de Pesquisa da Unesp, em 2018, os artigos científicos produzidos em colaboração com pesquisadores estrangeiros representaram 33% de todos os artigos publicados pela universidade.

“O palestrante mostrou que, antes de tudo, temos que saber o que vamos pesquisar e o problema a ser enfrentado. Então, achei que essa palestra foi muito importante para esse recomeço de estudo. Será muito proveitoso”, afirma à TV Unesp a doutoranda Paula Garcia Lima.

Fonte: Governo do Estado de São Paulo

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios