CidadesEconomia

Vereadores de Marília revogam reajuste dos próprios salários na última sessão antes do recesso

Com decisão, fica cancelado o aumento de até 35% que havia sido aprovado no fim do ano passado. A partir de agora, vereadores entram em recesso por conta do coronavírus.

Os vereadores de Marília (SP) revogaram na noite desta segunda-feira (23) o aumento dos próprios salários que havia sido aprovado na última sessão do ano passado. A decisão foi tomada durante a realização de duas sessões extraordinárias, na última atividade da Câmara antes do início do recesso imposto por conta da pandemia de coronavírus. A atividade desta segunda-feira foi realizada sem a presença de público.

O aumento do subsídio dos vereadores havia sido aprovado em sessão extraordinária do dia 9 de dezembro do ano passado, quando os vereadores votaram favoravelmente para aumentar os salários para a próxima legislatura.

A atitude desagradou os moradores da cidade, com muitas reclamações pedindo a revogação da medida. A reação fez com que, dias depois da aprovação, sete dos oito vereadores que haviam aprovado o reajuste voltassem atrás e protocolassem um documento pedindo a revogação da medida.

Com a revogação do aumento, os salários ficam mantidos no atual patamar. Caso contrário, o salário dos vereadores passaria dos atuais R$ 6.718 para R$ 8.670, um aumento de 29%. Já o reajuste do salário do presidente da Casa seria maior, de 35%: passaria de R$ 7.089 para R$ 9.630.

Fonte: G1 Bauru e Marília

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios