CidadesSaúde

Homem de 36 anos com suspeita de Covid-19 morre na Santa Casa de Dracena

Paciente estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em isolamento e com sintomas da doença. Secretaria Municipal de Saúde ainda aguarda o resultado do exame do Instituto Adolfo Lutz.

A Prefeitura de Dracena informou na manhã deste domingo (5) a morte de um homem de 36 anos, de Junqueirópolis, que estava internado desde sábado (4) na Santa Casa de Dracena com suspeita de Covid-19.

Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em isolamento e com sintomas do novo coronavírus. Antes de chegar em Dracena, o paciente, que era portador de diabetes, ficou internado por cinco dias na Santa Casa de Junqueirópolis, segundo a Prefeitura.

O óbito ocorreu às 6h30 deste domingo (5) e a Secretaria de Saúde de Dracena foi notificada às 9h35.

“Ainda é aguardado o resultado do exame que está na fila do Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo (SP), portanto, não há como afirmar que a causa da morte seja Covid-19”, explicou a Prefeitura em comunicado oficial.

A Secretaria de Saúde informou que toda a família que teve contato direto ou indireto com o homem de 36 anos está sendo orientada a ficar em isolamento social por 14 dias, desde quando se deu a suspeita.

Outras mortes

Na manhã deste sábado (4), a Prefeitura de Dracena informou a morte de um homem de 63 anos, que estava internado em isolamento na UTI da Santa Casa de Misericórdia local, com suspeita do novo coronavírus.

A Secretaria de Saúde também aguarda o resultado do exame do Instituto Adolfo Lutz para confirmar ou não se o idoso havia contraído a doença.

Já na última sexta-feira (3), a Santa Casa de Dracena confirmou a morte de um homem de 64 anos que havia testado positivo para Covid-19 por meio de exame particular. A contraprova do Instituto Adolfo Lutz deu positivo para o novo coronavírus.

Fonte: G1 Presidente Prudente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios